4 MAIO

18h
O BOTÃO DE NÁCAR de Patricio Guzmán
Chile, França. Espanha | documentário | 82’ | 2015 | M/12

Sessão apresentada por Maria Manuel Rola

O oceano contém toda a história da Humanidade, as vozes da terra e as que vêm do espaço. A água é também a maior fronteira do Chile e guarda o segredo de dois botões que foram encontrados nas suas profundezas. Com 2670 milhas de costa, o Chile é o maior arquipélago do mundo e tem paisagens espectaculares: vulcões, montanhas e glaciares. Também aí se ouvem as vozes dos primeiros indígenas da Patagónias, os primeiros colonos ingleses e as dos prisioneiros políticos. Alguns dizem que a água tem memória. Este filme mostra que também tem voz.

21h30
O CASO J. de José Filipe Costa
Portugal | ficção | 20’ | 2017 | M/12

Um tribunal é um teatro e a morte pode ser uma montagem. Dois polícias são acusados do extermínio injustificado de J. por um tribunal criminal. A mãe de J. é interrogada pelo advogado de defesa dos polícias, para assim esclarecer quem era o seu filho: qual era a sua profissão? Onde trabalhava? Junto ao seu corpo, foi encontrada droga e uma pistola.

+
BABÁS de Consuelo Lins
Brasil | documentário | 20’ | 2010 | M/12

Fotografias, filmes de família, anúncios de jornais do século XX constroem uma narrativa pessoal sobre a presença das babás no quotidiano de inúmeras famílias brasileiras. Uma discussão entre o afeto genuíno e os aspetos do passado da escravatura brasileira.

Sessão apresentada por José Filipe Costa

Anúncios