Filipe Marques

Vive e trabalha em Vila do Conde.
Licenciado em Artes-Plásticas > Pintura pela FBAUP, Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Bolseiro Erasmus na Kunstakademie Düsseldorf, Alemanha.
Tem participado em diversas exposições das quais destacam-se: Fundação Oriente, Macau, China (2001); ‘Remarks on Colors, Wittgenstein’, Galeria Cubic, Lisboa (2002); Art Cologne, Colónia, Alemanha (2004), ‘Das Motiv’, Museu Chiado, Coimbra (2005); ’Artur-o Shop-Museum’, Florença, Itália (2007); Museo Archeologico Nazionale, Florença, Itália (2007); Embaixada Portuguesa, Pequim, China (2007); ‘Beijin Art Show’, Pequim, China (2007); ‘A [the] Friend of Volker Nolde’, Galeria Graça Brandão, Porto (2008); ‘ForoSur’, Cáceres, Espanha (2008); ‘The Straightfoward Tale and The Witness’s View’, Paço dos Duques, Guimarães (2010); ‘Requiem by a Young Painter’, Paço dos Duques, Guimarães (2010); ‘God Factor’, Mosteiro de Tibães, Braga (2012); ‘Art Now, Apocalypse Later’, Museu Centro de Memória, Vila do Conde (2012), ‘Art Stabs Power, Qué se Vayan Todos’, Plataforma Revolver, Lisboa (2014); ‘From Hermeneutics to The Cause’, CAPC – Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, Coimbra (2014); ‘Art Stabs Power, Qué se Vayan Todos’, Bermondsey Art Project, Londres, Inglaterra (2014); ‘A Carne que os Guindastes Suspendem’, Espaço Mira A4, Porto (2015); ‘Pray for Peace’, Nagasaki, Japão (2015)

Anúncios

Um pensamento sobre “Filipe Marques

  1. Pingback: EM TUDO QUANTO É MUNDO DITO OU NÃO DITO | Desobedoc 2016

Os comentários estão fechados.