Christophe Bisson

Christophe Bisson, nascido em 1969; vive e trabalha em Caen.
Após um percurso universitário em filosofia na Universidade Panthéon-Sorbonne, onde obtém em 1994 um DEA com louvor, dedica-se a seguir às artes plásticas. Até 2009, participa em numerosas exposições individuais em França e no mundo (Paris, Budapeste, Barcelona, Kiev, Vilnius, Nova Iorque, Moscovo…).
Em 2007, em associação com a realizadora nova-iorquina Maryann De Leo, que obteve em 2004 o Óscar de melhor documentário, realiza o documentário White Horse, muito comentado nos festivais internacionais. Nomeado para um Urso d’Ouro na Berlinale, o filme será até transmitido na prestigiada network americana HBO.
Essa primeira experiência de cinema constitui para si uma verdadeira bifurcação biográfica dado que deixa pouco a pouco de pintar para se dedicar progressivamente apenas ao cinema a partir de 2009.
Depois então, Christophe Bisson concentra-se na sua actividade de documentarista, realizando em paralelo um ciclo de filmes baseados em textos literários (Isaïe, Feast of Crispian, Entrée des écuyères et des tigres) e um ciclo que interroga a norma através da patologia (Road Movie, Au monde, Liquidation). Os seus filmes são exibidos na televisão (HBO, Canal+) e em festivais prestigiados, franceses e internacionais, como a Viennale, o Cinéma du Réel, o FID Marseille, etc.
Em 2011, encontra a Triptyque Films e começa com os seus produtores uma frutuosa colaboração artística.

Anúncios

Um pensamento sobre “Christophe Bisson

  1. Pingback: Silence de Cristophe Bisson | Desobedoc 2016

Os comentários estão fechados.