Göran Hugo Olsson

Nasceu em 1965, em Lund, na Suécia. Formou-se na Real Academia de Belas Artes, em Estocolmo, e é um dos mais destacados realizadores suecos a nível internacional. É documentarista, director de fotografia e inventor (a A-Cam, uma câmara de Super 16mm). Foi o editor e co-fundador do programa de televisão de curtasmetragens documentais IKON (SVT). O seu filme anterior, BLACK POWER 1967-1975 (2011) transformou-se num enorme sucesso em festivais, cinemas e transmissões televisivas no mundo inteiro. Desde 1999, Olsson é membro do conselho editorial da Ikon South Africa – uma plataforma para o documentário de criação na África do Sul por realizadores dos municípios negros, em cooperação com a emissora nacional sul-africana SABC.

“Um documentário duro e cerebral mas que acaba por ser esclarecedor acerca da descolonização de África.” Hollywood Reporter “O som vibrante e ecoante de uma trombeta – que se repete ao longo do filme – e alguma carnificina política sem contemplações identificam A RESPEITO DA VIOLÊNCIA por aquilo que é: um apelo às armas espinhoso e apaixonado.” Time Out New York “Este documentário, montagem de material de arquivo originário da televisão sueca, oferece um testemunho denso e espantoso sobre as guerras de descolonização em África.” Le Monde “O exemplo dos escritos de Fanon, que se manteve sempre cuidadosamente afastado da armadilha da profecia, o filme produz uma multiplicidade de ecos de uma actualidade incendiária.” Libération

Anúncios

Um pensamento sobre “Göran Hugo Olsson

  1. Pingback: A Respeito da Violência de Goran Hugo Olsson | Desobedoc 2016

Os comentários estão fechados.