O MEDO À ESPREITA De Marta Pessoa, Portugal, 2015

O Medo à Espreita, Marta Pessoa

Dia 26, 19h30, Sala Zeca Afonso Estreia no Porto
86 minutos
Marta Pessoa

Em Portugal, ao longo de quase meio século, a PIDE/DGS foi a máquina atemorizadora que alimentou o poder do Estado Novo de Salazar/Caetano. A par dos quadros de inspectores e agentes efectivos, a polícia política recorria aos serviços dos “informadores”. Cidadão comum tornado delator, que se diluía com o intuito de vigiar para denunciar, o informador tornou-se numa figura omnipresente. Entre denúncias e denunciados, O MEDO À ESPREITA constrói uma memória do medo e de um país onde viver era viver vigiado.

Anúncios