Fred Martins

Fred Martins
Fred Martins desenvolveu uma relação especialmente profunda com a música brasileira ao transcrever, durante dez anos, partituras de compositores como Chico Buarque, Noel Rosa, Tom Jobim, Caetano Veloso e Gilberto Gil para os famosos songbooks produzidos por Almir Chediak.  O talento do compositor foi reconhecido pelo prestigiado Prémio Visa de Música Brasileira (9 ª edição, 2006), que lhe atribuíu o prémio máximo de Melhor Compositor, por votação unânime do júri e do público.

Segundo Ney Matogrosso, “é um compositor original, que toca um universo muito particular, interessante e poético. Como intérprete, é sempre bom ouvir a sua música. Gravei duas das suas canções: Novamente e Tempo Afora”. Num estilo particular e contemporâneo, as suas composições dialogam com o samba, a bossa nova e o nordeste modal, mesclando ainda outros estilos.

As suas composições também foram gravadas em disco por outros artistas como Renato Braz (“Por um Fio”), Ney Matogrosso (“Novamente” e “Tempo Afora”), Maria Rita (“Sem Aviso” e “Perfeitamente”), Zélia Duncan (“Hóspede do Tempo” e “Flores”) entre outros.

Anúncios