Muitos dias tem o mês, de Margarida Leitão , 2009

Muitos dias tem o mês

25 de abril, 22h, sala Zeca Afonso.
91 minutos
Margarida Leitão

Com o simples gesto dum cartão de crédito ou um telefonema, os nossos sonhos tornam-se realidade. Por todo o lado somos seduzidos, o recurso ao crédito vulgarizou-se e o consumo democratizou-se. Tudo nos indica que a felicidade só se alcança através do consumo. E tudo tem aparentemente um preço. Mas, qual é o preço das nossas necessidades? Qual o preço dos nossos sonhos? Será que estamos dispostos a pagá-lo?

Entre o inferno e a redenção, prazer e restrição, MUITOS DIAS TEM O MÊS traça um retrato de homens e mulheres que vivem uma angústia que se repete todos os meses: serão capazes de pagar os seus empréstimos e sobreviver até ao mês seguinte? Pessoas endividadas que vivem as suas vidas ao ritmo quotidiano dos prazos, das obrigações e do esforço para retomarem o controlo das suas vidas. Dia a dia. Mês a mês.

Podes consultar o programa de todas as sessões de cinema aqui.

Anúncios